ACESSIBILIDADE

Página Inicial > DESTAQUES > Não tem troco? A vantagem é do consumidor

Notícias

Não tem troco? A vantagem é do consumidor

Por Redação

Compartilhar

No dia a dia, é comum encontrar produtos ou serviços com preços “quebrados”, como R$ 1,99 ou R$ 1,49, por exemplo. Pensando nisso, o PROCON Paulistano realizou uma pesquisa com consumidores e constatou que a maioria se sente prejudicada por esta prática, que dificulta a devolução do valor correto de troco.

Pode parecer pouco, mas, após um grande número de transações, o consumidor deixa de economizar um valor considerável. Ao mesmo tempo, o fornecedor acaba embolsando indevidamente essa quantia.

Conforme Nota Técnica publicada pelo PROCON Paulistano esta semana, nestas situações o fornecedor deve sempre restituir o troco exato ao consumidor. Não sendo possível, deve arredondar o preço do produto ou serviço para baixo, de acordo com o troco disponível. Caso contrário, estará violando direitos básicos definidos pelo Código de Defesa do Consumidor, que garante a proteção contra métodos comerciais coercitivos ou desleais, assim como práticas abusivas no fornecimento de produtos e serviços.